álbum violeta 41

Violeta 41

Artista da nova onda de compositores brasileiros radicados na França, Toninho mistura suas influências brasileiras com um “toque francês” que torna esse álbum muito especial: universal, bilíngue e cheio de trocadilhos. “Eu tinha uma visão arquitetônica da música; estava projetando minhas músicas da mesma forma que um arquiteto pensaria nos diferentes cômodos de uma casa. Isso ficou óbvio assim que começamos a ensaiar para as gravações do álbum… Os músicos olhavam uns para os outros como se estivessem pensando: “Não entendo a porta que leva ao outro cômodo”.